bomboteiros

Bomboterios, vendedores flutuantes

  • 18 Janeiro, 2013

Os bomboteiros eram os negociantes que, a bordo de pequenso barcos, chamados de “bombote”, vendiam produtos regionais aos turistas dos navios de cruzeiro que aportavam ao Funchal.

A aproximação dos bomboteiros aos navios constituía sempre um espectáculo alvo da curiosidade dos viajantes que admiravam a coragem, equilíbrio e destreza dos homens que, imbuídos de espírito mercantil, ofereciam uma vasta gama de produtos regionais madeirenses.

Os bordados e os vinhos estavam no topo da lista desses produtos, mas onde também cabiam futos, doces e a “obra de vimes”, como cadeiras e mesas.


Recorde-se a propósito este excerto de uma crónica de Victor Caires, publicada no seu livro Crónicas da beira-mar:

«[…] A chegada de um navio à nossa ilha, pela grande repercussão que tinha na economia e na vida social, era referida por “Dia de São Vapor”. […] Entre os pequenos barcos que se aproximavam, até quase acostarem aos vapores, destacavam-se as canoas dos bomboteiros. Os bomboteiros eram uma espécie de vendedores ambulantes ou, mais precisamente, flutuantes, que, em velozes embarcações a remos – as suas canoas – transportavam e exibiam um pouco de tudo o que se fabricava na ilha […] Bordados, obra de vimes – desde os cestos às grandes cadeiras – bonecas com traje típico e barretes de vilão ou “pencas” de banana, Vinho Madeira (conhecido por “vinho tratado”) apregoado como “Old Madeira Wine”, até às bem executadas caixas de madeira com embutidos […] havia um pouco de tudo nas canoas dos “vendedores flutuantes”. […]»

Carros de Cesto

Leave a Reply

Your email address will not be published. Fields marked with * are required