Costumes

Sete Imagens do folclore madeirense

  • 2 Março, 2017
Sete Imagens do folclore madeirense

Sete imagens do folclore madeirense

Ver mais...

17 fotografias antigas da “Festa” madeirense

  • 16 Dezembro, 2013
17 fotografias antigas da “Festa” madeirense

Para os madeirenses, a quadra do Natal e o fim do ano são "A Festa". Perde-se na memória do tempo o quando e o como começou esta dedicação especial. O que sabemos através de relatos esporádicos, primeiro, e, depois, por diferentes tipos de registo é que a Festa veio para ficar e que não há crise que abale o seu orgulho. Entre as imagens destaca-se uma extraordinária aguarela pintada pro Max Römer que retrata, como ninguém, o ambiente feérico, a orgia de cor e de luz do fogo de artifício na noite de São Silvestre. (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Ver mais...

Mordomos da Vera Cruz-1952

  • 6 Julho, 2013
Mordomos da Vera Cruz-1952

Recordação dos Mordomos da Vera Cruz Monte, 18-5-1952 Solicita-se a colaboração dos visitantes na identificação dos mordomos. Colecção Particular

Ver mais...

Cédulas do Asilo de Mendicidade e Orfãos do Funchal.

  • 21 Fevereiro, 2013
Cédulas do Asilo de Mendicidade e Orfãos do Funchal.

As cédulas do Asilo de Mendicidade e órfãos do Funchal eram uma espécie de moeda que servia para financiar a instituição.

Ver mais...

Asilo de Mendicidade do Funchal

  • 20 Fevereiro, 2013
Asilo de Mendicidade do Funchal

A fome, a pobreza, o abandono e a exclusão social são elementos que, com alguma regularidade, afetaram os madeirenses em geral e os funchalenses em particular. Ao longo do tempo foram e são diferentes as formas de enfrentar o problema, minimizando os seus efeitos, tentando ultrapassá-los. Uma das instituições mais relevantes nesse combate deu pelo nome de Asilo de Mendicidade do Funchal, pai do atual Abrigo de Nossa Senhora da Conceição, situado na Avenida do Infante, frente ao Parque de Santa Catarina. O texto que se segue é um extrato de um documento publicado no Anuário de 2010 do Centro...

Ver mais...

Bomboterios, vendedores flutuantes

  • 18 Janeiro, 2013
Bomboterios, vendedores flutuantes

Os bomboteiros eram os negociantes que, a bordo de pequenso barcos, chamados de "bombote", vendiam produtos regionais aos turistas dos navios de cruzeiro que aportavam ao Funchal. A aproximação dos bomboteiros aos navios constituía sempre um espectáculo alvo da curiosidade dos viajantes que admiravam a coragem, equilíbrio e destreza dos homens que, imbuídos de espírito mercantil, ofereciam uma vasta gama de produtos regionais madeirenses. Os bordados e os vinhos estavam no topo da lista desses produtos, mas onde também cabiam futos, doces e a "obra de vimes", como cadeiras e mesas. //...

Ver mais...